sábado, 14 de fevereiro de 2009

a colina esconde o sol...



Não,
Eu provavelmente não vou...
Por quê? Porque não fui convidado...
E hoje eu sei muito bem disso,
E sinto como uma agulha que me costura as forças
Que te querem...

E cada vez sou empurrado
Para longe do teu círculo, para distante da tua vida
Onde não caibo nas tuas amizades
Onde sou um instante d´um universo apartado...

E o ar esvai-se para amar-te...
Porque a atmosfera se fragmenta
Em poeiras de saudade

Que estou começando a suportar...

.........................................o
.........................................tempo
.........................................em
.........................................que
.........................................não
.........................................estás comigo.


Que posso fazer? Sou forçado.
Ou assim ou nada.
Ou sub´vivo ou sobrevivo...
Sempre que meus planos se descolorem
pela tua ausência

Eu
Volto para o canto
De onde vim.
E fico lá... sem saber se te espero
Ou passo a viver sem ti.

E mesmo sabendo que tu voltas sempre
E que sempre as águas se clareiam
Coexiste em mim a certeza de que é tudo só uma parte,
Que minha vida é só uma parte
Da tua.
Quando partes.


Não,


não vou mais fazer nada além de sentir
Pois sentir não se pode parar.

Os teus passos são só teus
E não vou mais agarrar-me aos teus pés
Como lutando para colocar-te no meu caminho.

Tuas escolhas são unicamente
De tua alma que tu desejas...
E eu, às vezes, não passo de um expectador
Das direções que tomas...

Minhas palavras já não dizem nada...
Apenas te amam em cada minúcia de teu rosto,
De teu jeito, de tua essência,
Que me preenchem quando não estou só.

Assim sou a todo tempo...

E não tenho mais coragem de olhar pro amanhã...
Já não sei se posso contar com o que pensava
Se o que sonhei pode ser realizado...
Ou algo será de outra maneira.

Não, não estou convidado
A ter essa esperança.

2 comentários:

Diana disse...

Lindo poema, principalmente em: "
"Tuas escolhas são unicamente
De tua alma que tu desejas...
E eu, às vezes, não passo de um expectador
Das direções que tomas..."
grande mistério é entender as pessoas...

Rodrigo Nazca disse...

:/

grande mistério... grande...

E a vida segue com os nossos sentimentos.

Beijo.