quarta-feira, 22 de julho de 2009

Lillás... de asas embora...


Sinta vontade de ficar...


As asas são frágeis, as quedas são dolorosas, mas estamos vivos... respirando... -nos
E quando você for embora...
Sempre vou te procurar....

2 comentários:

Rodrigo Nazca disse...

mas não se preocupe, você não irá saber...

até o momento...
(um dia?)

Fernandes disse...

Não irei saber o quê?

(do futuro eu prefiro não saber...)