sábado, 26 de setembro de 2009

sombra


Borboletas mortas
estômago de sinos
sangue de vidro
anéis de desatino
estrada madrugada
canções caladas
alegrias de mentira
cigarritos de paixão
tanta e muito mais
suprailusão
distração, imensidão
idéias soltas
ossos deslocados
instantes transviados
amores arruinados
banhos de mar sozinho
presentes de carinho
compensações
irritações
fins
...

Um comentário: