quarta-feira, 9 de setembro de 2009

recortes

Faço-me duas perguntas cruciais:

O que é o amor?

O que é a solidão?

Por mais que eu pense, aprofunde, complique, divague, busque, só uma resposta me vem:

Amor é carinho e atenção, o oposto de solidão, que é o sentimento de estar ausente (de tudo).


Queria

Jamais ter expectativas,
Doar sem esperar
Precisar menos
Querer menos
Ser mais
Pensar menos
Registrar mais
Lembrar menos
Lembrar mais
Sonhar menos
Sonhar mais
Falar menos
Escrever mais
Encontrar mais
acidentalmente
Errar mais
Mas só comigo mesmo
Andar mais lentamente
Degustar mais
Ouvir mais
Estar mais
Ir mais longe
Demorar mais
Esquecer a saudade
por uns tempos
Esquecer os planos
temporariamente
Aprender a esperar o tempo
passar
Soltar-me na correnteza
Jogar-me nas pedras com força

Alegrar-me mais
Te ver mais
Me ver mais

Não sei

3 comentários:

Fernandes disse...

Isso de "(continua)" é tão mentiroso, um dia você esquece o deixa passar. Igual o meu 'Prazeres dessa vida'...

Rodrigo Nazca disse...

quando eu terminar, meu bem, eu apago o (continua)

Rodrigo Nazca disse...

e eu ainda escrevo naquele texto...