quinta-feira, 10 de setembro de 2009

folhas caídas


Se me deixo afogar demoradamente
pelas trovoadas minhas - tão minhas
logo o mundo dá-me um soco
ressuscita o morto
que enterrou-se em mim
obrigando-o a acordar
com uma avalanche de atrasos
que eu não queria lembrar.

Maldição, e assim fico atordoado
Sem conseguir pensar em nada
E não durmo e ando atrasado
e não quero chegar
em lugar nenhum.


Não tenho dias sobrando - acabaram previamente?

2 comentários:

Rubian'Calixto disse...

-
ah, que bacana seu blog. Curti as cores, o mesclar delas.
bem interessante. Bastante.

blogsempre :)

Fernandes disse...

Esse post lembra uma frase deo Lobão "Sempre em dia com meu atraso".